Biblioteca

A palavra biblioteca tem sua origem no grego com a palavra de mesmo significado, BIBLIOTHEKE que por sua vez deriva de duas outras: BIBLION, que significa “Papel ou rolo com escrita” e THECA, que tem o significado de “depósito”.

A primeira biblioteca do mundo foi erguida em Nínive, a cidade mais importante da Assíria (atual Iraque), pelo rei Assurbanipal II, por volta do século 7 a.C. Nela, foram armazenadas milhares de tabuletas escritas com caracteres cuneiformes, a mais antiga forma de escrita que se conhece.

Em 29 de outubro de 1810, foi inaugurada a Biblioteca Nacional (antes chamada de Real Biblioteca), porém só foi de fato aberta ao público em 1814.

A maior biblioteca do mundo fica em Washington – EUA. Seu acervo tem mais de 155 milhões de itens, entre livros, manuscritos, jornais, revistas, mapas, vídeos e gravações de áudio. Curiosamente não tem cópia de todos os livros publicados no país.

Uma das menores fica na cidade portuguesa de Barcelinhos, próxima aos Caminhos de Santiago. Instalada em uma antiga cabine telefônica em estilo inglês às margens do rio Cávado. As obras disponíveis são periodicamente renovadas, onde se encontra desde poesia a publicações científicas nos mais diferentes idiomas, bem como revistas e jornais do dia.

Cemitério, este é o local da Biblioteca Comunitária Caminhos da Leitura, que fica dentro do Cemitério Colônia em Parelheiros, zona sul de São Paulo. Seu acerto é de 4.500 livros.

O que é trova?

A trova é um poema monotrófico, isto é, que contém apenas uma estrofe, com quatro versos heptassílabos (redondilha maior). O significado completo da mensagem que o trovador deseja transmitir deve estar contido nos quatro versos. Trata-se do menor poema da língua portuguesa e deve obedecer a características rígidas. Composta de quatro versos de sete sílabas cada um, rimando pelo menos o segundo com o quarto verso. É criação literária popular, que fala mais diretamente ao coração do povo. É através da Trova que o povo toma contato com a poesia e sente a sua força. Por isso mesmo, a Trova e o Trovador são imortais.

A rima é obrigatória na trova, mas não é obrigatório haver um título. Esta composição poética possui a sua conceituação própria e diferencia-se da quadra e da poesia de cordel, da Trova Gauchesca, do Repente e do poema musicado da Idade Média.

São três os gêneros básicos da trova: líricas que abordam sentimentos, satíricas que são engraçadas e filosóficas que contem ensinamentos. O dia do trovador é comemorado em 18 de julho

Alguns exemplos de trovas.

Amor de mãe é semente
que germina em qualquer chão,
é feito só de ternura,
é feito só de perdão.
Anfrísio Lima
A mulher é imponderável,
instável, imprevisível,
indócil, imperscrutável…
Não se esqueça: imprescindível.
Magdalena Léa
O ciúme, sem exagero,
tempera o amor com seu sal…
Mas também, sendo tempero,
em demasia faz mal !
Archimimo Lapagesse