Concurso de Trovas do Panamá

Tema : PONTE 

Vencedores

1° lugar 

Tosca ponte esperançosa

contempla o leito vazio

e aguarda a chuva copiosa

lhe trazer, de volta, o rio…

Élbea Priscila de Sousa e Silva – Caçapava / SP

2° lugar

Mudanças eu fiz, milhões!…

Tantas pontes transpassei

para quebrar meus grilhões

e buscar o que sonhei!

Dáguima Verônica de Oliveira – Santa Juliana / MG

 3° lugar

Existe um novo horizonte,

onde Deus nos dá guarida,

ao cruzarmos pela ponte

para o outro lado da vida!!

Joaquim Carlos Trovador – Nova Friburgo / RJ

4° lugar

Essa ponte que interliga

dois corações,  em verdade,

é tão forte!…  E forte siga,

a honrar seu nome: – Amizade!

Carolina Ramos – Santos / SP

5° lugar

Perdido em pleno horizonte,

lamento os dias tristonhos,

porque não soube ser ponte

sobre os rios dos meus sonhos.

Francisco Gabriel Ribeiro – Natal / RN

Menção  Honrosa

1° lugar

Quando estendo minha mão,

destruindo meu rancor,

e perdoando o meu irmão,

construo a ponte do amor.

Madalena Ferrante Pizzatto – Curitiba / PR

 2° lugar

Puras em seus burburinhos,

descendo de suas fontes,

as águas cortam caminhos

e a gente as corta com pontes.

Messias da Rocha – Juiz de Fora / MG

3° lugar

A ponte sobre o regato

encerra tanta lembrança,

me faz reviver, de fato…

Os meus tempos de criança!

 Maria Marlene Nascimento Teixeira Pinto – Taubaté / SP

4° lugar

Olhando para o futuro

deste mundo virtual,

tem a ponte no escuro

que nos leva ao irreal.

José Ribeiro Sobrinho – Ibatiba / ES

5° lugar

Doce  ponte  da  lembrança

que  faz  o  tempo  voltar

na  saudade,  na  esperança,

no  sonho  de  te  encontrar…

Elias Pescador – São Paulo / SP

Menção Especial

1° lugar

Tal qual ponte que nos leva

a transpor qualquer barreira

a ternura nos enleva

e é dos sonhos mensageira!

Talita Batista – Campos dos Goytacazes / RJ

2°lugar 

A velha ponte em frangalhos

com seus pilares ruídos…

Hoje não passa de atalhos

transportando os tempos idos!

Edy Soares – Vila Velha / ES

3°lugar

Luiz Otávio já previa,

por amor à humanidade,

que a Trova sempre seria

a ponte para a amizade.

Nei Garcez – Curitiba / PR

4°lugar

A vida lembra uma estrada

em comparações singelas:

quando a ponte é interditada

dá-se valor às pinguelas.

Arlindo Tadeu Hagen – Juiz de Fora / MG

5°lugar

A enxurrada de ciúme

que quase afogou nós dois,

impediu com um tapume,

a ponte para um “depois”.

Lóla Prata – Bragança Paulista / SP